O que significa essa técnica Fios Cirúrgicos ou Não Cirúrgicos ?

Quem não ouviu falar sobre os antigos fios de ouro  ou russo? Tenho certeza que temos vários parentes que possuem e colocaram há muitos anos e hoje quando vamos fazer o lifting facial nos deparamos com a presença deles. Então vamos esclarecer sobre funções e resultado de cada um .


Os fios chamados russos ou de ouro ou mais especificamente de polipropileno, são fios inabsorvíveis (que não desaparecem) que são colocados em profundidade na face para tração superior .

 

 

Quando colocados eles passam entre nervos importantes e vasos sanguíneos, e se colocados por mãos não experientes podem resultar em assimetrias irreversíveis, lesões nervosas e ou hematomas que demandam tratamentos específicos para tais complicações.

 

 

Estes não têm a função de estímulo de colágeno e sim apenas de tração de tecidos da face . Poucos profissionais trabalham com ele no mercado pois exigem mãos experientes.

Silhouette

Este fio foi produzido nos Estados unidos em 2006 e apenas em 2013 foi liberado pela ANVISA para comercialização no brasil.

Ele é composto por; filamentos com ácido poli lático que possuem pequenos cones ao longo de seu comprimento, esse produto possui substancias capazes de estimular a atividade de fibroblastos, células produtoras de colágeno.

 

Estes fios são colocados justo a pele, logo não agem em profundidade, promovendo uma melhora da qualidade de pele

e um lifting discreto.

 

É importante deixar bem claro que este fio tem uma tração maior pelo estimulo

de colágeno, e não pela própria ação tensora promovida pelos fios de polipropileno.

 

A durabilidade do estímulo de colágeno é entorno de 18 meses.

 

O procedimento é feito ambulatória e não tendo necessidade de ambiente hospitalar.

 

Regiões que é aplicado os fios de sustentação:

  • Levantamento da testa;

  • Bochechas superiores e inferiores;

  • Região do pescoço

  • Seleção de pacientes: Paciente ideal

 

Tipos de pele: 

  • A pele deve ser de boa qualidade; nem muito fina nem muito espessa.

  • As indicações ideais são flacidez moderada no terço médio da face, linha de mandíbula, sobrancelha e pescoço ou linhas de marionete visíveis e sulcos nasolabiais.

Contraindicações:

  • Excesso de pele na região mandibular associado com pele espessa

  • Excesso de pele devido ao envelhecimento avançado e pele fina

  • Excesso de pele moderado na região mandibular mas com envelhecimento do tipo hipertrófico

  • Pele excessivamente fina em um rosto com falta de tecido adiposo

  • Pacientes com sensibilidade a corpos estranhos ou alergia declarada ou suspeita a implante ou material de instrumentos em particular como plástico/biomaterial

  • Doenças autoimunes

  • Gestantes ou lactantes

  • Pacientes com sepse ativa ou infecção

  • Pacientes com habilidade limitada ou relutantes em seguir as recomendações de pós tratamento

  • Pacientes menores de 18 anos

Fios de PDO (Polidioxanona)

Origem: A técnica do fio de polidioxanona foi descoberta na Korea, em meados de 2006, pelo renomado Dr.Kwon Han, koreano cirurgião estético, presidente e diretor de importantes associações de medicina estética em diversos países asiáticos, tem status de celebridade em seu pais, é médico das maiores estrelas asiáticas.

A descoberta da utilização deste fio foi apenas por observação. O Dr Han percebeu que a cicatriz ficava menos evidente com a utilização do fio de polidioxanona e também a pele em volta ficava com um aspecto mais jovem.

O trabalho foi desenvolver uma técnica que colocasse os fios embaixo da pele de uma forma

menos traumática possível. Então ele desenvolveu uma agulha tão fina como a de acupuntura

e capaz de deixar o fio na pele.

 

 

Na Korea a técnica deste fio é conhecida como o "Segredo das estrelas Koreanas”,

conforme matéria do site (urbanhealth) e batizado como fio “mágico” por estrelas

do cinema . O sucesso foi tão grande que disseminou rapidamente na Ásia e logo se

espalhou na Tailândia, Japão, Singapura, Malásia, Rússia, Indonésia, China e agora

que está chegando na Europa, Brasil e EUA sendo hoje a técnica que mais rentabiliza

as clinicas estéticas e que mais satisfaz os pacientes que desejam ter uma pele firme

e sedosa que as maioria das asiáticas possuem. Não esquecendo que o mesmo resultado

é obtido na pele masculina.

 

O produto: Combinando finas agulhas de acupuntura com o fio Polidyoxanone PDO*

ou PDS**, (fio sintético 100% biodegradável que tem sido utilizado há muitos anos, principalmente

como sutura em cirurgias internas).

 

Surgiu uma forma de aplicação com invasão mínima. Essa combinação permite

a inserção muito sutil do fio nos locais desejados de forma quase imperceptível

pela derme, por ser uma fibra sintética potente, que consiste em um filamento

(mono-filamento) ou dois filamentos torcidos sólidos (poli-filamentos) que se

dissolvem após um determinado período de tempo no tecido.

Polidioxanona é um material conhecido e utilizado na medicina há muitos anos, principalmente para a produção de suturas subcutâneas e pele, em cirurgia cardíaca, gastroenterologia, urologia, ginecologia, oftalmologia, como outras.

 

Com base em observações clínicas, verificou-se que estimula a produção de novo colágeno - proteína responsável pela tensão e firmeza da pele. Além disso, a estimulação de fibroblastos resulta na estimulação da síntese de elastina - a proteína responsável pela firmeza e elasticidade da pele. In vivo, verificou-se igualmente que o efeito de polidioxanona faz com que haja síntese de ácido hialurônico natural.  Através deste mecanismo, a pele, aonde é aplicada se torna mais firme, elástica e hidratada.

A tecnologia de introdução é baseada na utilização das linhas de tensão da pele natural, que também provoca um efeito semelhante a um lifting cirúrgico.

 

Os Threads PDO também podem limitar a força dos músculos faciais e obter os efeitos estéticos próximos da administração da toxina botulínica - relaxamento muscular e características faciais suaves, porém o efeito estético é mais natural do que o da toxina botulínica, porque não fixa músculos da mímica no lugar, mas atua apenas, enfraquecendo o seu efeito.

Ao introduzir as Threads PDO, temos melhoria imediata na aparência. Depois de cerca de 10-30 dias, começa a síntese de proteínas naturais do corpo (colágeno e elastina). Este processo continua ao longo do período em que os fios se mantêm no corpo (até 240 dias). Os efeitos estéticos resultantes persistem tipicamente até 36 meses.

 

Ao realizar esta técnica, estamos fortalecendo o tecido flácido e devido à rápida absorção do fio, não há nenhum risco de espessamento e cicatrizes, como acontece nos casos de utilização de fibras de grande diâmetro e fios com longo período de biodegradabilidade (mais de um ano).

 

 

Este é um tratamento indicado principalmente para pacientes de todas as idades, dependendo da indicação.

 

Os efeitos do tratamento são:

  • Rejuvenescimento da pele,

  • Suavização das rugas,

  • Fechamento dos poros,

  • Luminosidade para a pele,

  • Volume, Lifting imediato,

  • Fortalecimento de tecido etc.

  • Os efeitos do tratamento podem ser vistos imediatamente, mas tenha em mente que a formação de novo colágeno começa após 10-30 dias e, em seguida, ele realmente começa a mostrar efeitos relevantes do tratamento..

 

As principais indicações paro uso dos fios são:

 

 

No rosto:

• Rugas da testa horizontais e verticais

• Testa, bordas externas das sobrancelhas,

tecidos moles, sobrancelhas caídas, pálpebra inferior (bolsas)

• Bochechas

• Dobras naso-labial (bigode chinês)

• Queixo duplo

• Efeito V-lifting

• Contorno da Mandíbula

• Dobras de pele no rosto

• Melasma.

 

No corpo:

• As pregas e rugas da pele no pescoço e decote (colo)

• Tecido flácido 

• Pele "insensível" e tecido subcutâneo (especialmente após a lipoaspiração)

• Obesidade - braços, abdômen

• Crescimento de cabelo

• Acne ativa.

Suas indicações estão ampliando com a prática clínica.

Já existem pesquisas para vitiligo e psoríase. Temos alguns resultados de rosácea e melasma muito promissores.

Procedimento:

  • O procedimento geralmente leva 30 - 60 minutos e é realizado sob anestesia local.

  • O desconforto do procedimento é muito menor do que no caso quando o ácido hialurônico é administrado. Além disso, é possível utilizar um creme anestésico.

  • Os pontinhos de entrada da agulha são as queixas do paciente.

  • Quando se deseja o efeito estético, envolvendo relaxamento muscular, os fios podem ser inseridos mais profundamente na pele, diretamente nos músculos faciais.

  • Existem segredos na aplicação.

  • Facilidade do procedimento, baixas complicações, efeitos imediatos, baixo desconforto.
     

Os tratamentos com fios de PDO podem em breve dominar o mercado da estética, especialmente porque os resultados obtidos são semelhantes aos procedimentos cirúrgicos.

 

Agulhas 

  • Depois de determinar o angulo de aplicação, inicia-se a colocação de agulhas no tecido subcutâneo.

  • As agulhas são colocadas em pontos específicos do rosto para obter o efeito mais eficaz de estimulo da pele.

 

Imediatamente após o tratamento, a pele pode ficar ligeiramente avermelhada e leves contusões podem aparecer. Tais sintomas geralmente desaparecem dentro de poucos dias.

 

É importante procurar profissionais treinados para obter o melhor resultado.

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 08:00 - 19:00

Contatos:  

Celular:      +55 (62) 9 9922-0175

Whatsapp: +55 (62) 9 8176-0176

E-mail: 

lacpgoias@hotmail.com

Entre em contato para mais informações

Seguir

  • Facebook Dra.Larissa Oliveira
  • Instagram Dra.Larissa Oliveira
  • Twitter Dra. larissa Oliveira
  • LinkedIn Dra.Larissa Oliveira

Membro da Sociedade Brasileira

de Cirurgia Plástica

© 2015 por Dra. Larissa Oliveira criado com Flávia Eleniza / PUBLICK