O que é a cirurgia de implante peitoral masculino? 

 

É uma cirurgia plástica de caráter estético ou reparador para aumento do volume da região peitoral (tórax).

 

A maioria dos homens buscam na academia ou algum outro método de exercício físico para aumentar o músculo do peitoral, aumentando o volumo nessa região, o contorno fica mais desenhado. Porém, alguns homens, mesmo depois de anos praticando atividades físicas localizadas, não conseguem atingir o resultado, e isso, também, faz com que alguns procurem intervenções estéticas cirúrgicas para realizarem suas vontades, o que vem crescendo com os anos.

 

A colocação dos implantes de silicone na região peitoral masculina, também pode ter efeito de reparação, em casos de defeitos como assimetria congênitas ou adquiridas, após uma mastectomia redutora ou por finalidade estética somente. Esses implantes, para colocação masculina, são mais finos do que as próteses que são usadas no aumento de volume de mama da mulher, seu formato é retangular. Para colocação, usa-se o método axilar, com pequena incisão

 

Pré-Operatório

 

• Exames laboratoriais, ultrassonografia da mama (em alguns casos), tomografia da parede torácica, eletrocardiograma e outro a serem especificados.


• Fotografia da região, é importante para avaliação, programação cirúrgica e documentação.


• Providencie modelador para o uso pós-operatório e leve-a à clínica no dia da cirurgia.


• Compareça na clínica no dia e horário combinados, de preferência acompanhado (a).


• Não leve objetos de valor.


• Qualquer intercorrência como doenças (gripe, febre, infecção) ou outros motivos que acarretam a suspensão da cirurgia, avise com antecedência.

• Pode ser feito uso de Arnica para evitar equimoses (roxos). Este deve ser iniciado de uma semana a dez dias antes da cirurgia. Faça uma avaliação com o clínica para orientação de medicações pré-operatórias importantes na cicatrização e equilíbrio do organismo, visando uma melhor recuperação.

O que você precisa saber?

1) Anestesia: Anestesia local com o uso de sedação, anestesia no tórax com sedação, peridural com sedação ou geral.

 

2) Cicatrizes: As cicatrizes é na região da axila do paciente em forma de “S”, assim, disfarçando com os sinais naturais da região axilar e os padrões de cicatrizes variam dependendo das particularidades anatômicas do paciente.

 

3) Tempo de cirurgia: Duração em média do procedimento é de 2h.

 

4) Dor: São dores suportáveis controladas com uso de analgésicos e anti-inflamatórios.

 

.5) Tempo de Internação: será de 8 a 24 horas depende da anestesia escolhida e dor do paciente.

 

6) Restrições pós operatórioRepouso relativo na primeira semana, em 14 dias são retirados os pontos e há a liberação para as atividades sociais. A prática de exercícios leves é permitida após 30 dias e exercícios com os braços 60 dias.

 

7) Sol: Exposição solar só após 2 meses. 

 

8) Alimentação: está restrito apenas o uso de chocolates, refrigerantes e bebida alcoólicas por 30 dias.

 

9) Atividade sexual: a manipulação das mamas está vedada por 30 dias.

 

10) Complicações: Casos de complicações são bem raros, mas as possibilidades que podemos citar são: hematomas, seromas, infecção, abertura da ferida operatória, alterações cicatriciais, deslocamento de prótese, contratura capsular, assimetria.

 

11) Massagem: É orientada a drenagem linfática 24 horas após a cirurgia onde 10 sessões são importantes para regressão de edema, reduzir dor e risco de estrias, além de ajudar no processo da cicatrização.

Será que isto vai desaparecer?

 

Toda cirurgia envolve um período de recuperação. Dê tempo ao tempo, que seu organismo se encarregará de dissipar pequenas alterações que infalivelmente chamarão a atenção de alguma pessoa que não se furtara a observação: Será que isto vai desaparecer? Não deixe de nos transmitir qualquer tipo de preocupação. Daremos esclarecimentos necessários para sua tranquilidade.

 

Resultado Final

Durante os primeiros seis meses a região irá se apresentar edemaciada (inchada) havendo com decorrer do tempo uma acomodação gradativa dos tecidos. A cicatriz estará inicialmente mais avermelhada e endurecida, para então se tornar clara e delgada, no entanto isso depende de dois fatores importantes: o tempo e a genética. Logo temos um período médio de 6 meses a 2 anos para alcançarmos o possível ideal. 

© 2015 por Dra. Larissa Oliveira criado com Flávia Eleniza

Seguir

Entre em contato para mais informações

  • facebookLarissaOliveira
  • InstagramDraLarissaOliveira
  • TwitterDralarissaOliveira
  • LinkedInDraLarissaOliveira

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 08:00 - 19:00

Contatos:  

Celular:      +55 (62) 9 9922-0175

Whatsapp: +55 (62) 9 8176-0176

E-mail: 

lacpgoias@hotmail.com