© 2015 por Dra. Larissa Oliveira criado com Flávia Eleniza

Seguir

Entre em contato para mais informações

  • Dra. Larissa Oliveira
  • Dra. Larissa Oliveira
  • Dra. Larissa Oliveira
  • Dra. Larissa Oliveira
  • Dra. Larissa Oliveira

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 08:00 - 19:00

Telefones:  

Tel: +55(62)3923-5070

Whatsapp: +55(62)9 8176-0176

E-mail: 

lacpgoias@hotmail.com

O que é Mamoplastia com ou sem prótese?

 

A cirurgia de mama hoje é muito idealizada devido ao excesso de mama, ou reduções de flacidez da pele.

 

Pré-Operatório

 

• Exames complementares a serem especificados.


• Fotografia da região, é importante para avaliação, programação cirúrgica e documentação.


• Providencie modelador para o uso pós-operatório e leve-a à clínica no dia da cirurgia.


• Compareça na clínica no dia e horário combinados, de preferência acompanhado (a).


• Não leve para a clínica jóias e outros objetos de valor.


• Não pinte as unhas.


• Qualquer intercorrência como doenças (gripe, febre, infecção) ou outros motivos que acarretam a suspensão da cirurgia, avise o profissional com antecedência.


• Pode ser feito uso de Arnica para evitar equimoses (roxos). Este deve ser iniciado de uma semana a dez dias antes da cirurgia. Faça uma avaliação com o clínica para orientação de medicações pré-operatórias importantes na cicatrização e equilíbrio do organismo, visando uma melhor recuperação.

O que você precisa saber?

 

1) Anestesia: sedação com peridural e ou geral.

2) Tempo cirúrgico:  2 a 3h

 

3) Internação: 24h.

4) Cuidados no pós operatório: após sua alta o paciente permanece com curativo fechado por 48h, após isso se retira todo o curativo e está liberado para o banho.  Após o banho não se usa produtos ou se refaz o curativo, apenas deixa ventilar e coloca um tecido leve entre o sutiã e o seio.após sua alta o paciente permanece com curativo fechado por 48h, após isso se retira todo o curativo e está liberado para o banho.  Após o banho não se usa produtos ou se refaz o curativo, apenas deixa ventilar e coloca um tecido leve entre o sutiã e o seio.

5) Dor: A dor no pós operatório é controlada com analgésicos e anti-inflamatórios potentes, porém o sintoma predominante se chama fraqueza, náuseas e vômitos. 

6) Movimentação: e necessário restrição de abertura do braço até o ombro por 30 dias. Ao deitar e permitido deitar de costas, e de lado, quando as dores forem amenizando, mas de bruços só após 6 meses.

7) Massagem: Com 48 h se libera para iniciar a drenagem linfática onde 10 sessões são necessárias. 

8) O risco: maior desta cirurgia se chama sangramentos ( hematomas), onde o repouso deve ser essencial para boa evolução e boa cicatriz por um período minimo de 30 dias. 

9) Atividade física: com 30 dias está liberado da cintura para baixo, evitar exercícios de impacto como lutas, jump, step, corridas por 3 meses. 

10) Exposição solar: após 3 meses com orientação médica.

11) Relação sexual: moderada, permitida apos 30 dias sem impactos.

12) Sensibilidade: A perca de sensibilidade dos mamilos é rara, mas pode acontecer em caso de redução de mamas grandes.

 

13) Alimentação: a ingesta de líquido de 1 em 1 hora, principalmente água de coco, gatorage, sucos naturais e água , devem se fazer no mínimo de 4 a 6 litros por dia. Quanto a alimentação, está proibido o uso de chocolate e derivados, bebidas alcoólicas e refrigerantes durante um período de 30 dias no pós operatório. E a ingesta de alimentos deve ser de 3 em 3 horas com alimentação rica em folhas verde escuras ( agrião, rucula, espinafre, couve , couve flor...) fígado,

beterraba, rapadura, feijão pois são ricos em ferro para repor a perca de sangue. Os três primeiros dias de pós operatório são sentidos com mais afinco devido a fraqueza, sendo necessário assistência de acompanhantes 24 horas contínuo devido ao risco de fraquezas momentâneas. 

14) Dirigir: com 30 dias está liberado.

15) Atividade sexual: após 30 dias.

16) Meia de compressão: é necessário por 15 dias para prevenção de trombose.

Resultado Final

 

Durante os primeiros seis meses a região irá se apresentar edemaciada (inchada) havendo com decorrer do tempo uma acomodação gradativa dos tecidos. A cicatriz estará inicialmente mais avermelhada e endurecida, para então se tornar clara e delgada, no entanto isso depende de dois fatores importantes: o tempo e a genética. Logo temos um período médio de 6 meses a 2 anos para alcançarmos o possível ideal. 

Será que isto vai desaparecer?

 

Toda cirurgia envolve um período de recuperação. Dê tempo ao tempo, que seu organismo se encarregará de dissipar pequenas alterações que infalivelmente chamarão a atenção de alguma pessoa que não se furtara a observação: Será que isto vai desaparecer? Não deixe de nos transmitir qualquer tipo de preocupação. Daremos esclarecimentos necessários para sua tranquilidade.